Reerguida terça-feira 30 março 2021 18:24  Por Fernanda Santos Varejista havia acumulado dívida de R$70 milhões em 2017 Divulgação A varejista Irmãos Soares S/A teve Plano de Recuperação Judicial aprovado por cram down em Assembleia Geral de Credores e homologado pelo juiz Péricles Di Montezuma, da 26ª Vara Cível de Goiânia. Além da Irmãos Soares, outras duas empresas do grupo também estão incluídas na decisão. Em 2017, a loja de materiais de construção acumulou uma dívida de R$70 milhões. A empresa quitou e também parcelou débitos tributários, cumprindo com suas obrigações fiscais e dispondo das certidões negativas. Apenas nos últimos dois …

Varejista de material de construção tem 12 lojas distribuídas em cidades de Goiás e Minas Gerais Por Ana Paula Ragazzi — De São Paulo 29/03/2021 05h01 O Grupo Irmãos Soares, rede varejista de material de construção do Centro-Oeste, obteve a homologação de seu plano de recuperação judicial na 26ª Vara Cível de Goiânia. A rede entrou no processo em 2017, por conta de uma dívida de R$ 70 milhões, somada à retração de suas vendas. O grupo teve o plano aprovado por credores em novembro. Agora, diz o advogado Murillo Lobo, com a alteração do artigo 61 da Lei de …

Cresceu 166% a busca por instrumento de proteção judicial em janeiro e fevereiro de 2021, ante igual período de 2020, e tende a aumentar 28/03/2021 – 22:44 Loja do Grupo Irmão Soares: sucesso em plano de recuperação judicial, que já está em fase de conclusão (Foto: Wildes Barbosa / O Popular) Este ano começou mais difícil para os empreendedores goianos. Nos dois primeiros meses deste ano, oito empresas já entraram com pedido de recuperação judicial, um crescimento de 166% em relação ao mesmo período de 2020, quando apenas três empresas Loja do Grupo Irmão Soares: sucesso em plano de recuperação …

12/11/2019 – 05:00   A empresa Régia Comércio de Informática Ltda (Primetek) teve o pedido de recuperação judicial concedido pela Justiça de Goiás. A decisão é do juiz José Ricardo Machado, da 6ª Vara Cível de Goiânia, que homologou o Plano de Recuperação Judicial apresentado por ela, por meio do escritório Murillo Lobo Advogados Associados, em assembleia geral, em que houve a aprovação pela maioria dos credores presentes. Em sua decisão, o magistrado ponderou que, enquanto o mérito da decisão sobre a aprovação do Plano é dos credores, cabe ao juízo exercer um controle sobre os limites legais da decisão …

A Cooperativa dos Produtores de Açúcar e Álcool do Estado de São Paulo (Copersucar) perdeu o último recurso que apresentou no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para evitar a perda do arresto de um estoque de etanol da Usina Rio Verde, em recuperação judicial. Com isso, aparentemente chegou ao fim uma disputa iniciada em 2015 que colocava em questão qual das partes – cooperativa ou cooperada – tem o direto à propriedade do bem negociado.   No início de abril, o presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha, negou um agravo em recurso especial da Copersucar que pedia a …

Dono da Ourolac, o empreendedor Geraldo Magela Mello conta como deu a volta por cima e comemora um aporte de R$ 90 milhões. Por Mariana Desidério Publicado em: 06/11/2017 às 06h00 São Paulo – Sair de um processo de recuperação judicial é uma tarefa hercúlea. Segundo pesquisa da Serasa Experian, só 23% das empresas que entram em recuperação conseguem sobreviver ao processo. Foi o que aconteceu com o empreendedor Geraldo Magela Mello, dono da Ourolac, uma empresa que vende soluções lácteas para o mercado de alimentação, e que neste ano deve vai faturar nada menos que 200 milhões de reais. Passado o sufoco, o empreendedor comemora …

Outubro 11, 2017 Foto: divulgação Ourolac recebe aporte dos fundos 2bCapital e Siguler Guff A Ourolac, empresa goiana líder no fornecimento de soluções lácteas UHT para o mercado de foodservice, e que tem entre seus clientes grandes redes como Burger King, Bob’s, KFC, Giraffas, Chiquinho Sorvetes, Cinépolis, Cacau Show e uma ampla rede de distribuidores, acaba de celebrar acordo com os fundos de investimentos 2bCapital e Siguler Guff, que entram no negócio aportando R$ 90 milhões. De acordo com o CEO e controlador da Ourolac, Geraldo Magela Mello, a empresa apresentava um plano de negócios estratégico para os próximos cinco anos, mas faltava …

Por Fernando Lopes, De São Paulo — Valor 10/10/2017 05h00 Atualizado há 3 anos Depois de conseguir reestruturar seus negócios e sair de um processo de recuperação judicial que durou cerca de oito anos, a goiana Ourolac, especializada no fornecimento de “soluções lácteas” para o mercado de food service, acaba de negociar a venda de uma participação em seu capital para dois fundos de investimentos, por R$ 90 milhões. Segundo ele, o aporte, dividido em partes iguais entre os fundos, já foi realizado e servirá para fortalecer o caixa e financiar investimentos na ampliação da capacidade de produção e do …

Em 19/08/2015 foi deferido o processamento do pedido de recuperação judicial das empresas Nova Loja Pneus e Acessórios Ltda. e Rubens Cezar Andre M. Mirim EPP, processo nº 0004483-32.2015.8.26.0363, em trâmite perante a 4ª Vara Cível da Comarca de Mogi Mirim – SP. O Administrador Judicial nomeado (Dr. Murillo Macedo Lobo) disponibilizará neste sítio eletrônico a fotocópia digitalizada dos autos da referida recuperação judicial.     Clique aqui para obter a cópia integral do processo de recuperação judicial (volume I – fls. 01 a 175)

Escrito por  Marilia Costa e Silva Publicado em OAB Segunda, 08 Dezembro 2014 17:54           O Conselho Seccional da Ordem dos Advogados, seção de Goiás (OAB-GO), aprovou, na semana passada, o orçamento da entidade para o ano que vem. Isso aconteceu mesmo com o advogado e conselheiro Murillo Lôbo (foto) tendo pedido vistas do processo, que incluia estudo para manutenção da anuidade cobrada pela instituição. Por conta do indeferimento da solicitação, Lôbo avisa que recorrerá da decisão, que o impede de estudar melhor o orçamento, mesmo o regulamento interno da OAB-GO prevendo que todos os pedidos de vistas …

  06/10/2010 11:52   Laticínios: Após crise, empresa recorreu à recuperação judicial, mas agora trabalha para expandir suas vendas   De acordo com Geraldo Magella, da Ourolac, mercado de preparados para sorvete está em crescimento no BrasilCriada há seis anos com foco na produção de queijos industriais, a goiana Ourolac viveu, como muitas empresas brasileiras em tempos recentes, momentos de grande otimismo seguidos por dificuldades financeiras.   No começo de 2008, o laticínio decidiu ampliar sua área de atuação e investiu R$ 40 milhões numa fábrica, no mesmo complexo industrial, em Ouroana, distrito de Rio Verde (GO), para produzir itens …

Após chegar a um acordo com seu maior credor, o frigorífico Margen conseguiu ontem, em assembleia em Rio Verde (GO), a aprovação de seu plano de recuperação – que tem como pontos principais a criação de uma nova empresa, a NewM S.A, e sua profissionalização. A assembleia dos credores havia sido suspensa no dia 6 de agosto por solicitação do Fundo Multi Carteira Nova Alemanha, formado por Oppenheimer e QVT Fund, o principal credor do Margen. O fundo havia rejeitado as propostas apresentadas pelo frigorífico, inclusive a que previa a transformação dos credores em acionistas da nova empresa e a …

Por Valor Econômico 28-Jul-2009 08:08 – Atualizado em 20/04/2016 14:39 Ainda com prejuízos, apesar de “protegido” dos credores, o grupo Margen apresenta esta semana, na primeira assembleia geral de credores, uma proposta de modificação do seu plano de recuperação judicial. Assim como o Independência, outro frigorífico em recuperação, o Margen propõe a criação de uma nova empresa – a NewM S.A. – para voltar a ser viável, além da saída da família do dia a dia do negócio. A diferença no caso do Margen é que os credores, em grande parte instituições financeiras, se tornariam sócios da nova empresa; no …