A recuperação judicial é uma medida legal destinada a evitar a falência.

Possibilidade de reestruturação das empresas economicamente viáveis que passem por
dificuldades momentâneas, mantendo os empregos e os pagamentos aos credores.
Um dos grandes méritos apontados nessa legislação falimentar é a prioridade dada à manutenção da
empresa e dos seus recursos produtivos. Ao acabar com a concordata e criar as figuras da
recuperação judicial e extrajudicial, a nova lei aumenta a abrangência e a flexibilidade nos
processos de recuperação de empresas, mediante o desenho de alternativas para o enfrentamento
das dificuldades econômicas e financeiras da empresa devedora.

Pela Lei 11.101/05, o envolvimento direto do Judiciário é precedido de uma tentativa de
negociação informal entre devedor e credores, por meio de uma proposta de recuperação
apresentada pelo devedor a uma assembléia de credores. É o que a lei define como negociação extrajudicial.
Com a entrada em vigor da nova lei, surge uma nova solução para a superação da
situação de crise a que eventualmente estão sujeitas empresas dos diversos ramos de atuação.

Com inspiração na legislação norte-americana, o instituto da recuperação judicial vem para sedimentar no Brasil a possibilidade de soerguimento de empresas viáveis, para que continuem exercendo sua função social e estimulando o crescimento econômico no País.

Desde 2005 conquistando

nossos clientes por ser

referência no Brasil

A Murillo Lobo Advogados possui ampla experiência e reconhecimento na representação dos múltiplos interesses envolvidos em processos de recuperação judicial de empresas e falências,assessorando empresas em crise, credores com ou sem garantia, e atuando na Administração Judicial de processos.

O escritório patrocina casos relevantes nos estados de Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Bahia, e em todo o território nacional, atuando na reorganização de empresas das áreas de Alimentos, Energia, Engenharia, Distribuição, Logística, dentre outras.
Notícias Relacionadas

A Cooperativa dos Produtores de Açúcar e Álcool do Estado de São Paulo (Copersucar) perdeu o último recurso que apresentou no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para evitar a perda do arresto de um estoque de etanol da Usina Rio Verde, em recuperação judicial. Com isso, aparentemente chegou ao fim uma disputa iniciada em 2015 […]

Em 17/02/2016, foi deferido o processamento do pedido de recuperação judicial das empresas R. S. Indústria e Comércio de Alimentos Ltda., Três Passos Comércio e Distribuição de Gêneros Alimentícios Ltda. – EPP – e Sol Transportes Rodoviários Ltda. (Grupo Três Passos), processo nº 2575-86.2015.811.0029 (código 51572), em trâmite perante a 1ª Vara Cível da Comarca […]

Em 19/08/2015 foi deferido o processamento do pedido de recuperação judicial das empresas Nova Loja Pneus e Acessórios Ltda. e Rubens Cezar Andre M. Mirim EPP, processo nº 0004483-32.2015.8.26.0363, em trâmite perante a 4ª Vara Cível da Comarca de Mogi Mirim – SP. O Administrador Judicial nomeado (Dr. Murillo Macedo Lobo) disponibilizará neste sítio eletrônico […]